Tome cuidado com ataques de phishing. A Ledger nunca pedirá as 24 palavras de sua frase de recuperação. Nunca as compartilhe. Saiba mais

Sacar cripto de corretoras: Como escolher a rede certa

 Ao sacar criptomoedas de uma corretora para a sua carteira Ledger, é importantíssimo selecionar a rede certa. Caso escolha a rede errada, pode acabar perdendo suas criptomoedas. Saiba mais.

Neste artigo, vamos discutir o que é exatamente uma rede, a diferença entre moedas e tokens, como selecionar a rede certa no Ledger Live e na corretora da qual você está sacando cripto, e compartilhar recursos que podem ser úteis caso envie moedas pela rede errada.

O que é uma rede?

A rede é outro termo para blockchain. Ela pode ser explicada como um registro descentralizado que processa, valida e grava transações sem precisar de uma autoridade ou servidor central.

Criptoativos existem em redes. Cada rede tem uma moeda nativa que você pode enviar e receber e, em alguns casos, aplicar em staking.

Moedas vs Tokens

Os termos moeda e token são usados muitas vezes como sinônimos no mercado cripto.

Existe, contudo, uma diferença entre os dois.

Moeda Token
Ativos originais, emitidos diretamente pela rede Criados sobre a rede já existente
Uma moeda não pode ser criada sem construir a blockchain Tokens podem ser criados sobre blockchain existentes
Projeto para ser, antes de tudo, uma reserva de valor, para pagar taxas de transação e funciona como um meio de troca Pode servir para vários propósitos, como direito de voto em uma DAO ou acessar certos serviços ou produtos

Exemplos notáveis de moedas nativas incluem BTC, ETH, CRO, LTC e ADA.

Embora ETH seja uma moeda nativa da blockchain Ethereum, vários tokens ERC-20 foram construídos sobre ela.

Outro exemplo de token é o CRO, o token de utilidade do ecossistema Crypto.com que pode ser usado para pagar por taxas na plataforma ou aplicado por vários benefícios.

Tether pode emitir tokens que são construídos em várias blockchains, como Bitcoin (Omni e Liquid Protocol), Ethereum, TRON, EOS, Algorand, Solana, Arbitrum e Polygon.

Como escolher a rede certa

  Termos chave

Rede de saque - a rede que você selecione na corretora ao sacar cripto.

Rede de depósito - a rede pela qual você deposita fundos na sua carteira Ledger.

A rede de saque que você selecione na corretora deve corresponder à rede de depósito que você seleciona na carteira Ledger.

image2.jpg

Na maioria dos saques, a corretora vai identificar automaticamente a rede certa pelo formato do endereço. Mesmo assim, confira sempre duas vezes se a rede certa foi selecionada antes de enviar sua cripto à carteira Ledger.

Você ainda precisa certificar-se de que está sacando cripto por uma rede suportada tanto pela corretora como pelo Ledger Live. 

Aqui você pode ver o campo da rede no aplicativo móvel da Coinbase:

image3.jpg

Ou o campo de rede na corretora Binance: 

image1.png

A rede correta depende da cripto que você está sacando. Aqui estão algumas dicas para ajudar:

  • BTC → rede Bitcoin
  • ETH e tokens ERC20 tokens → rede Ethereum
  • LTC → rede Litecoin
  • BNB e tokens BEP20 → rede BNB/BEP20
  • TRX e TRC10 e tokens TRC10 incluindo USDT → rede Tron/TRX

Contudo, pode ser mais complicado. Por exemplo, você precisa ter atenção redobrada com CRO. Outro exemplo é o USDT, que roda em várias redes diferentes. Neste caso, você precisa tomar cuidado para sacar USDT (ERC20) para a sua conta Ethereum e USDT (TRC20) para sua conta TRON, por exemplo.

O que acontece se eu enviar minha cripto à rede errada?

O processo de recuperação vai depender da rede à qual você enviou sua cripto, o endereço que usou e se a cripto é compatível ou não com a carteira Ledger.

Você pode encontrar recursos úteis aqui:

Esse artigo foi útil?