Tome cuidado com ataques de phishing. A Ledger nunca pedirá as 24 palavras de sua frase de recuperação. Nunca as compartilhe. Saiba mais

Como gerenciar CRO na Ethereum, Crypto.org e Cronos

O CRO é a moeda nativa das cadeias Crypto.org e Cronos. A moeda foi originalmente concebida como Crypto.org Coin (CRO), mas em fevereiro de 2022 ela foi rebatizada de Cronos (CRO). Para mais informações, consulte a página da carteira Cronos

Talvez seja difícil para você distinguir entre Cypto.com, Crypto.org Chain e a rede Cronos. Veja uma tabela explicativa abaixo:

crypto.com Crypto.org Chain Rede Cronos
Crypto.com é uma plataforma de criptomoedas global que oferece um aplicativo de negociação custodial, uma corretora de criptomoedas, cartões de pagamento Visa, uma plataforma de NFTs e uma carteira software de autocustódia. Crypto.org é uma cadeia Cosmos de prova de participação usada pela Crypto.com como a base para pagamentos e outras transações de alta frequência.

CRO é o token nativo da Crypto.Org Chain, onde é conhecido como CRO nativo.

Cronos é uma cadeia de camada 1 compatível com EVM. Nela, desenvolvedores independentes já implantaram centenas de aplicativos de jogos, DeFi, NFT e Web3.

CRO é o token nativo da rede Cronos, onde é conhecido como CRC20 CRO.

O CRO nativo (na cadeia Crypto.org), o CRO CRO20 (na Cronos) e o CRO ERC20 (na mainnet da Ethereum) são três criptomoedas que compartilham o mesmo nome de token, símbolo e valor. Contudo, elas são três criptoativos diferentes, em redes diferentes.

O Ledger Live suporta todas as três versões do CRO.

Gerenciando CRO

Ao gerenciar CRO, por exemplo, sacando-o da corretoras de criptomoedas para uma conta da sua carteira Ledger, você precisa se certificar de que você escolheu a rede blockchain correta que facilitará a transferência:

  • Se você pretende enviar CRO usando a rede Crypto.org, você precisa enviá-lo para um endereço que começa com 'cro'.
  • Se você quiser enviar CRO usando a cadeia Cronos, você precisa usar um endereço '0x'.
  • Se você quiser enviar CRO usando a cadeia mainnet da Ethereum, você também precisará usar o endereço '0x', mas na rede Ethereum.
  • Ao enviar CRO nativo (Crypto.org) para uma carteira centralizada, é frequentemente necessário adicionar uma memo tag à transação.
  • Ao enviar CRC20 CRO (Cronos) de uma carteira de autocustódia, você incorrerá em algumas pequenas taxas de transação na rede Cronos (geralmente em torno de um centavo de dólar). 
  • Ao enviar ERC20 CRO (Ethereum) de uma carteira de autocustódia, você incorrerá em algumas pequenas taxas de transação na rede Ethereum. Tenha em mente que as taxas de transação na rede Ethereum podem ser significativas.

Coisas a ter em mente:

  • Ao enviar ou receber CRO, verifique a rede. Dica: Envie uma quantidade pequena antes e verifique se a transação foi recebida antes de enviar quantidades maiores.
  • O valor do CRO é o mesmo, independente da rede usada.
  • Para fazer staking na Crypto.org Chain, você precisa usar o CRO nativo (Crypto.org), e não CRO CR20 ou CRO ERC20. 
  • O aplicativo de custódia da Crypto.com e a carteira DeFi Crypto.com suportam todas as três versões de CRO (Crypto.org, Cronos e mainnet Ethereum).
  • Se você for detentor de ERC20 CRO em uma corretora de criptomoedas que não seja Crypto.com, siga suas instruções para transferir e gerenciar os tokens.
  • Se você precisar mover tokens de uma cadeia para outra cadeia sem passar por uma corretora centralizada, você precisará convertê-las de um formato para outro. Este processo é chamado de passagem ou bridging

Esse artigo foi útil?